Mostra Cultural Vigilância Sanitária e Cidadania

I Mostra de Humor em Vigilância Sanitária

1000ton

Milton de Faria e Souza e carioca e formado em arquitetura pela faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU/UFRJ). Premiado com dois trabalhos no ‘V Salão da Ferrovia’, promovido pela Rede Ferroviária Federal S/A, já expôs em vários salões de humor no Brasil. Ilustrador de periódicos de associações e sindicatos de classe, foi artista gráfico do departamento de produções da Gráfica Mauá/RJ.

Voltar

Adail

Adail José de Paula nasceu em Registro/SP, em 1930. Jornalista e cartunista, começou a publicar nos semanários humorísticos O Governador e A Marmita, em 1948, em São Paulo/SP.

No Rio de Janeiro, iniciou suas atividades no Diário de Notícias, em 1957. Colaborou em vários jornais e revistas, tais como: O Cruzeiro, Cartum JS (suplemento humorístico do Jornal dos Sports), Correio da Manhã, O Pasquim e O Dia.

Voltar

Alecrim

Cláudio Alecrim Costa é carioca e tem 42 anos. Colaborou com o jornal O Dia e vários tablóides de São Paulo e de outros lugares, nas revistas Made in Brasil (Grafar), Talibang (Escala) e Bundas, livros didáticos e também no Pasquim21. Participou, como co-autor, dos livros 'Humor Brasil 500Anos', '2001 uma Odisséia no Humor', 'Humor Pela Paz', 'Fome de Ver Estrelas', 'Internet@Humor' e 'Isso é um absurdo', da Editora Virgo.
Já participou de vários salões de humor, dentre eles, o de Cataguases, Volta Redonda, Sepetiba e Caratinga, Internacional de Pernambuco e Internacional de Foz do Iguaçu, e 'Ramiz Gokce Cartoon Festival' (Turquia).

Voltar

Alves

Evandro Alves é de Itabira/MG. Em 1996, aos 17 anos, iniciou sua carreira como cartunista e chargista, publicando semanalmente a tira ‘Gronk’ no caderno infantil do Estado de Minas e na Revista Nacional (encarte do Diário da Tarde).

Atualmente, é chargista esportivo do jornal Super, colabora com a revista Graffiti, trabalha para agências de publicidade e é roteirista freelancer da Maurício de Souza Produções. Recebeu prêmios em diversos salões de humor no país. Estuda Geografia na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Voltar

Amorim

Carlos Alberto da Costa Amorim nasceu no Rio de Janeiro, em 1964, e começou a publicar seus trabalhos no Pasquim, em 1984. De 1990 a 1997, trabalhou como chargista diário do Jornal dos Sports (Rio-RJ). Atualmente, produz e distribui charges editoriais, caricaturas, ilustrações e quadrinhos para dezenas de jornais do país.

Autor do livro de cartuns ‘Canastra Suja’, expôs e foi premiado em dezenas de eventos, tais como o ‘Ranan Lurie Cartoon Awards’ (New York - EUA, 2001), ‘Turismovision’ (Stuttgart - Alemanha, 2001), ‘Festival Acquaviva Nei Fumetti’ (Acquaviva Picena - Itália, 1999), ‘International Cartoon Exhibition’ (Hokkaido - Japão, 1998) e ‘Bienal Internacional de Humor’(Havana - Cuba, 1995).

(http://www.geocities.com/amorimcartoon)

Voltar

André Brown

Nasceu no Rio de Janeiro em 1971, é cartunista e pedagogo. Atualmente, é pesquisador na área de Educação e Imagens do Programa de Pós-Graduação em Educação (Proped/ Uerj). Participa de vários eventos como caricaturista e mantém a Oficina de Desenho André Brown situada no bairro da Tijuca, Rio de Janeiro.

Voltar

Arionauro

Por sua forte atração pelo humor negro, com bastante sangue e sacanagem, o cartunista Arionauro da Silva Santos é conhecido como 'Vampiro'.

Começou sua carreira em 1986, como arte-finalista da tira 'Fábrica Faglianostra', publicada diariamente no Globo. A partir daí, publicou cartuns, charges, quadrinhos e ilustrações em diversos meios de comunicação. Foi premiado em vários salões de humor, nacionais e internacionais, dentre os quais, o ‘X Salão Carioca de Humor’ (1998), ‘Peace Cup International Cartoon Contest of XinMin Evening News’ (Shanghai - China, 2004) e ‘The 13th Daejeon International Cartoon Contest’ (Coréia, 2004). Atualmente, colabora com vários jornais, revistas e sites no mundo.

Voltar

Biratan

Ubiratan Nazareno Borges Porto nasceu em Belém do Pará, em 29 de outubro de 1950. Formado em propaganda pela Universidade Federal do Pará (UFPA), é cartunista profissional e, nas horas vagas, bandolinista.

Autor de sete livros, dentre os quais, 'Pacto no tucupi' (Charges, 1981), 'Sexo, sexy, seculorum' (Cartuns eróticos, 1999) e 'Cadê o verde que estava aqui?' (Tema ecológico, 2004), tem trabalhos publicados nos EUA, Itália, Bélgica e Holanda. Venceu importantes salões de humor no Brasil e no exterior. Em 2002, conquistou o primeiro lugar no ‘International Cartoon Festival of Knokke-Heist’, na Bélgica. Participou da criação de vinhetas para o ‘Plim-Plim’ da Rede Globo.

(http://www.biratan.com.br)

Voltar

Cau Gómez

Cláudio Antonio Gómez é natural de Belo Horizonte, onde nasceu em 1972. Desde 1988, publica charges, cartuns e caricaturas em vários jornais e revistas: Playboy, Palavra, Hoje em Dia, O Estado de São Paulo, Jornal do Brasil, O Pasquim21, A Tarde e, recentemente, no Courrier International.

Participou de inúmeras competições de humor gráfico no Brasil e no exterior, tendo sido premiado no ‘II FIHQ’ (Pernambuco, 2000 – Prêmio virtual), ‘Centro de Desarrolos de Las Artes Visuales’ (Cuba, 1988 – prêmio especial), ‘Humor de Fin Del Siglo/Dedeté’, (Cuba, 2000 – Prêmio especial), ‘I Rhodes Cartoon Festival’ (Grécia, 2002 - 1º prêmio), ‘V Porto Cartoon’, Portugal, 2002 (1º prêmio), ‘Curuxa 2004’ (Espanha -1º prêmio), ‘Iran Cartoon/Palestinian are home less’ (Iran, 2004 - 3º prêmio) e ‘Word Press Cartoon/Sintra’ (Portugal, 2005 - 2º prêmio).

Voltar

Duke

Eduardo dos Reis Evangelista (Duke) nasceu em Belo Horizonte. Publica diariamente nos jornais O Tempo e Super Notícia. Faz cartuns, mensalmente, para a Revista CNT.  É formado em Belas Artes pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), com especialização em cinema de animação, área em que também desenvolve inúmeros trabalhos de sucesso. É ilustrador de revistas, livros e publicidade em geral.

Voltar

Edra

Elcio Danilo Russo Amorim nasceu em Caratinga/MG, em janeiro de 1960. Iniciou sua carreira como cartunista em 1980, no Correio Braziliense, passando pelo Jornal de Brasília. Foi editor do suplemente infantil Clubinho, do Correio do Brasil. Com publicações em diversos jornais e revistas do país, foi idealizador e é responsável pelo ‘Salão Internacional de Humor de Caratinga’, desde 1998.

Edra tem cinco livros publicados – 'Chulé' (1993), 'Bagunçaram meu Coreto' (1997), 'Se ri eu choro' (1998), 'O que vier eu traço' (2003) e 'Foi assim...' (2005) –, além de atuar como programador visual e chargista do Diário de Caratinga e editar o suplemento infantil Almanaque, encartado também no Diário do Aço, com circulação na região metropolitana do Vale do Aço/MG.

Voltar

Ferreth

Francisco de Assis Ferreira, nascido em Natal/RN, vive no Rio de Janeiro desde 1970. É cartunista, ilustrador, programador visual e desenhista de histórias em quadrinhos. Começou a publicar nos anos 70 no Pasquim e em outros jornais e revistas. Publicou a tira com o personagem Dimenor nos jornais O Dia e Hora do Povo, em São Paulo. Em 1999, lançou a revista em quadrinhos Dimenor.

Criou vinhetas para o Plim-Plim da Rede Globo, participou de vários salões de humor internacionais e já foi premiado em diversos salões nacionais. Ilustra livros didáticos e infantis e, atualmente, trabalha para o jornal Extra, entre outros.

Voltar

Frata

Francisco Tadeu Soares da Silva, cearense, 37 anos, é ilustrador, cartunista e animador. Há mais de 20 anos no mercado, tem inúmeros trabalhos publicados em livros didáticos.

Participou de vários salões de humor e produziu desenhos animados para comerciais e vinhetas de aberturas de programas de TV. Atualmente, trabalha no projeto de curta-metragem para cinema sobre lendas do folclore brasileiro chamado 'Juro que vi', produzido pela MultiRio.

Voltar

Guidacci

Carlos Jorge Guidacci da Silveira, natural de Manaus/AM, estudou na Escola Nacional de Belas Artes (pintura), de 1956 a1960, e no Museu de Arte Moderna (gravura em metal), em 1963 e 1964. Durante 26 anos, foi professor de Desenho de Propaganda, Ilustração e Técnicas de Pintura, no Senac do Rio de Janeiro.

Cartunista, caricaturista e ilustrador, começou sua atividade no Pasquim. Colaborou para vários jornais e revistas, tais como: Jornal do Commercio, Última Hora, O Globo, Repórter, Status, Mad, Homem, Nova e Bundas. Desenhou quadrinhos para o Jornal do Brasil – 'Fê e Fá', ‘O Bicho’ (Os Subterráqueos) e ‘Pingente’ (João Belo). Editor e ilustrador da revista Segura Essa (ABPA), fez capas e ilustrações para várias editoras.

Voltar

Lor

Doutor em Biologia Molecular e professor de Fisiologia do Exercício da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Luiz Oswaldo Carneiro Rodrigues, nascido em Jesuane/MG, em 1949, iniciou sua carreira no Jornal do Brasil. Colaborou no Pasquim, O Estado de Minas e Diário Popular de São Paulo. Já recebeu vários prêmios nacionais. Recentemente, foi agraciado com o troféu Angelo Agostini como 'Mestre do Quadrinho Nacional', prêmio concedido pela Associação de Quadrinistas e caricaturistas do Estado de São Paulo, que é uma espécie de ‘Oscar dos Quadrinistas’.

Voltar

Lute

Lunarde Teles dos Santos é natural de Carlos Chagas/MG. Formado em Artes Plásticas, pela Universidade Federal de minas gerais (UFMG) – Escola Guignard, com especialização em pintura –, tem pós-graduação em Arte Contemporânea. Há 10 anos, é chargista do jornal Hoje em Dia e tem trabalhos publicados em diversas revistas e jornais, tais como Veja, Foco, Economia, Minas Gerais, Ápice, Jornal do Brasil e O Cometa.
Vencedor do ‘Salão Internacional de Humor de Piracicaba 2001’ (categoria internet), já expôs no Palácio do Catete (Rio), Palácio das Artes (Belo Horizonte), BH Shopping, Casa dos Contos (Ouro Preto), Escola Mineira de Mídia (Varginha) e Projeto Mercocidades (Juiz de Fora).

Voltar

Mayrink

Manoel Caetano Mayrink é mineiro de Caratinga e veio para o Rio de Janeiro, em 1965, para iniciar sua carreira profissional. Jornalista, cartunista e ilustrador, é formado em Letras pela Associação Fluminense de Educação/RJ (AFE) e especialista em Comunicação Social pelo Instituto Internacional de Periodismo José Martí (Havana, Cuba, 1987). Em 1988, estagiou na agência de notícias russa Nóvosti (Moscou).
Começou a publicar na revista Visão, Rio de Janeiro, em 1966. Tem publicações em diversos jornais e revistas do país e exterior. Autor de vários livros  'O Novo Humor do Pasquim' (co-autoria, 1977), 'Quebra-Nós' (1984), 'Dez + Dez', 'A Natureza se defende' (co-autoria, 1992), '365 Dias de Humor' (1994) e, 'Uma Doze de humor mineiro' (co-autoria, 2005). É membro efetivo da Comissão de Seleção do ‘Salão de Humor de Volta Redonda’ e produz vinhetas para o ‘Plim-Plim’ da Rede Globo.

Voltar

Nani

Ernani Diniz Lucas é natural de Esmeraldas/MG. Começou no jornal O Diário, colaborou no Pasquim, O Dia, Jornal do Brasil e revista Bundas, entre outras. Publica as tiras Vereda Tropical em vários jornais do país.
Foi premiado nos salões de humor de Montreal, Piracicaba e Nair de Tefé.

Autor de vários livros de charges, dentre eles, 'Se Arrependimento Matasse... charges dos desgovernos de FHC a FHC' (2001), quadrinhos, contos e histórias infantis. É redator de textos humorísticos para o programa ‘Zorra Total’ da Rede Globo.

Voltar

Rico

Valfrido Ricardo (Rico), mineiro de Manhuaçu, é cartunista e ilustrador. Com publicações no Diário Valeparaibano (S. José dos Campos/SP), Correio do Sul (Varginha/MG), Diário do Aço (Ipatinga/MG), O Pasquim21, Jornal do Brasil e revista Bundas, publicou os seguintes livros: ‘Absurdo!’ (co-autoria, 1994), ‘O Rico Humor de Rico’ (1999), ‘Só dói se eu rir’ (2005).

Ilustra para as editoras Saraiva, Moderna, Atual e Online. Ganhou o 1º lugar na categoria Cartum no ‘12º Moura BD e Cartoon’ (Portugal, 2004) e categoria charge do ‘Salão Carioca de Humor’ (2005).

Voltar

Santiago

Neltair Rebbes de Abreu nasceu em 1950, na cidade gaúcha de Santiago do Boqueirão, da qual herdou o pseudônimo. Formado em arquitetura, pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), começou a trabalhar profissionalmente como ilustrador e chargista no jornal Folha da Tarde e como colaborador do Correio do Povo, em Porto Alegre, em 1975. Colaborou no Coojornal, O Pasquim, Estado de São Paulo e revista Bundas, e das agências Cartoonist & Writers Syndicate, de Nova York, e Cartoon Archive, da Alemanha.

Seu personagem mais conhecido, Macanudo Taurino, possui vários livros editados. Foi premiado em diversos eventos de humor no Brasil e no exterior, tais como o ‘Salão de Humor de Piracicaba’, ‘Salão de Humor do Canadá’ e o concurso do jornal japonês Yomiuri Shimbu, um dos principais prêmios do mundo. Em 1994, numa pesquisa entre os leitores da revista humorística Witty World, foi apontado como um dos melhores no gênero 'Gag Cartoon' (cartum de uma única cena).

Atualmente, é chargista do Jornal do Comércio e lançou seu novo livro de cartuns, 'Tinta Fresca', na ‘XXXII Feira do Livro-Praia do Cassino’.

Voltar

Solda

Luiz Solda é paulista de Itararé, onde nasceu em 1952, mas foi em Curitiba que iniciou sua carreira como cartunista. Com passagens pelos principais jornais do Paraná, colaborou com O Pasquim, revista Bundas, entre outras. Premiado em vários salões de humor do país, lançou recentemente o livro ‘Solda’, prefaciado por Jaguar. A obra traz um resumo de sua carreira, com cartuns de várias épocas.

Voltar

Talarico

Paulo Sérgio Talarico é natural de Cataguases/MG. Cartunista e artista plástico, publicou em vários jornais do país. Participou de salões de humor no Brasil e no exterior, expondo suas obras em cidades como Belo Horizonte, Goiânia, Rio de Janeiro, São Paulo, Curitiba, Brasília, Montreal e Tóquio.

Coordenador da ‘Feira de Humor de Juiz de Fora/MG’, membro da Comissão de Seleção do Salão de Humor de Volta Redonda/RJ, co-editor do jornal +Humor, é professor de histórias em quadrinhos, trabalho que realiza em várias comunidades de Juiz de Fora.

Voltar

Logos dos organizadores