Mostra virtual CCMS

Sociedade Viva

Violência e Saúde

Imprimir

Teia Social

Armas

78,86% dos homicídios atingem a população produtiva com idades entre 15 e 39 anos

(Relatório ONU-DH, 2005)

Esta foto em preto e branco mostra, em close, parte de um vidro com um buraco de bala, destacando-se os estilhaços no vidro.

A taxa de homicídio no mundo cresceu 30% no período de 1980 a 2000 (Relatório Global sobre Assentamentos Urbanos do Programa das Nações Unidas – UN-Habitat – ONU, 2007).

Entre os 84 países mais violentos, o Brasil ocupa a 4.ª posição, com uma taxa de 27 homicídios por 100 mil habitantes, perdendo apenas para a Colômbia (campeã mundial), Rússia e Venezuela (Relatório ONU-DH, 2005).

No Brasil registra-se mais de 130 mortes por homicídio diariamente, sendo as cidades do Rio de Janeiro e São Paulo os locais onde as taxas são maiores que o dobro da média nacional (SIM/SVS/MS, 2006).

O homicídio por arma de fogo, no País, aumentou de 57% para 70%, entre 1996 e 2006 (SIM/SVS/MS, 2006).

É crime:
"Portar, deter, adquirir, fornecer, receber, ter em depósito, transportar, ceder, ainda que gratuitamente, emprestar, remeter, empregar, manter sob guarda ou ocultar arma de fogo, acessório ou munição, de uso permitido, sem autorização e em desacordo com determinação legal ou regulamentar. Pena – reclusão, de dois a quatro anos, e multa." (Lei n.º 10.826/2003)

Conquistas
  • Campanhas educativas na televisão e nas escolas.
  • Atos públicos de destruição de armas.
  • Mobilização da sociedade com passeatas e campanhas pelo Desarmamento Já.
Onde buscar ajuda
  • Corpo de Bombeiros – 193.
  • Serviços de urgência e emergência dos hospitais.